Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

você pode me acompanhar também

Minha página facebook:
https://web.facebook.com/jricoliveira

Ou a pagina do Blog no Facebook:
https://web.facebook.com/oAbsurdoeaGraca/

Seja Bem vindo (a)!

Agradeço por sua visita, ela é muito oportuna.
Aqui eu reúno pensamentos meus
e de outras pessoas com quem sinto afinidade de idéias e ideais.


"Vamos precisar de todo mundo
pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
vamos precisar de muito amor...

Vamos precisar de todo mundo,
um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
é só repartir melhor o pão...

Deixa nascer o amor/Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor/Deixa viver o amor

O sal da terra,..." (
Beto Guedes)

22 de novembro de 2008

Ciranda de fogo

(Marcos Vinícius)*.

Não chore criança,
Apenas levanto a lança,
Que vai te proteger.
Não chore criança,
Você não corre perigo,
O fogo que queima,
Hoje é fogo amigo.
Não chore, pois, mais
Te garante o dono do mundo
O seu novo protetor
Confie nessa promessa
Que te faz seu novo senhor
Tens, pois, a força
Voltada a seu favor
Te guardará
A mãe de todas as bombas
A bomba mãe
Que tapará o sol
Fazendo lume nas sombras
Vai conhecer de perto
Os meus soldados de chumbo
Que obedecem as ordens
De quem comanda o mundo
Não se assuste
Não chore criança
A linha de fogo que vê
É luz da esperança
Que brilha pra você
É chama que queima
A linha do tempo
E soprando o vento
Se alastra veloz
Incendiando a história
De forma brutal e feroz
Estará bem assistida
Assim para sempre
Minha flor, minha querida
Temos tapetes de bombas
E bombas margarida
Pra te florear o caminho
A bomba que queimou
Hiroshima-“little boy”
-Tem nome de menininho
Não chore pelas trincheiras
São apenas brincadeiras
Protegerei os teus sonhos
Lá na guerra das estrelas.
Não duvide nunca da fé
Nos meus valores morais
Que aplico nos homens
Às vezes, em doses letais
Não se apavore
Com meu inverno nuclear
Não há escuro tão escuro
Que meus raios
Não possam iluminar
Teu alimento
Eu mesmo invento
Uma nova salada
Com agente laranja
Com gás mostarda
Estará, pois, guardada
Minha doce criança
E se por acaso,
Ainda que esteja a salvo
Se por um descuido
Falha da balística
Te fizerem deacidentes naturais
Constará, enfim, na estatística
Dos danos colaterais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário