Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

Seja Bem vindo (a)!

Agradeço por sua visita, ela é muito oportuna.
Aqui eu reúno pensamentos meus
e de outras pessoas com quem sinto afinidade de idéias e ideais.


"Vamos precisar de todo mundo
pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
vamos precisar de muito amor...

Vamos precisar de todo mundo,
um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
é só repartir melhor o pão...

Deixa nascer o amor/Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor/Deixa viver o amor

O sal da terra,..." (
Beto Guedes)

21 de fevereiro de 2010

Um novo tempo - Quaresma- 40 dias no Deserto


No Ocidente, as Igrejas cristãs mais antigas começam os 40 dias de retiro da Quaresma, em preparação mais próxima para as celebrações anuais da Páscoa.
É mais do que nunca o que Paulo chamava de "tempo oportuno e dia favorável" para retomarmos nosso propósito de conversão e transformação interior e social.

Antigamernte, se compreendia isso de forma pesada e negativa. (por exemplo, como tempo de jejuns, sacrifícios e até mortificações).

Hoje, o compreendo como tempo de alegria e de preparação para a festa pascal que já é festa interior e no coração.

Fico feliz que as sete Igrejas cristãs do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC) estejam lançando hoje a 3a Campanha da Fraternidade Ecumênica com o tema "Economia e Vida". E o lema: "Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro".
Que isso nos faça pensar e planejar bem concretamente em nossas vidas pessoais e familiares como organizar melhor uma economia de partilha como sinal e expressão desta caminhada pascal.(D.Marcelo Barros, Mosteiro da Anunciação-Goias)



"Cheio do Espírito Santo, voltou Jesus do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto, onde foi tentado pelo demônio durante quarenta dias. " (Lc. 4, 1-2a).

Também nós queremos que o Espírito Santo nos conduza ao deserto. Em toda a tradição bíblica e também dos primeiros séculos da Igreja, o deserto é um lugar especial de encontro com Deus. "Por isso a atrairei, conduzi-la-ei ao deserto e falar-lhe-ei ao coração" (Os. 2, 16).

Ir ao deserto com Jesus durante esse tempo de quaresma, ou outro tempo que você mesmo eleger (não necessariamente a quaresma), é nos colocarmos no firme propósito de termos um encontro com Deus e com nossa própria verdade. O deserto não é um lugar, mas uma disposição espiritual.

Os "demônios" que precisamos enfrentar estão, antes de tudo, dentro de nós. São nossos próprios traços de personalidade, inclinações, atitudes que precisam ser reconciliados ou até mesmo vencidos, exorcizados para vivermos debaixo da Vontade de Deus.

Essa batalha se trava do decorrer de toda nossa vida. Sempre precisaremos de mudança, conversão. Ninguém se sinta pronto por ter percorrido um determinado trecho de sua senda espiritual. Sempre haverá a necessidade de se colocar novamente a caminho, de se confrontar, de mudar, de crescer. É tarefa de uma vida inteira.

É preciso ainda lembrar que sem a graça de Deus toda ascese (disciplina espiritual) é vã. A iniciativa é de Deus. É o Espírito Santo quem conduz Jesus ao deserto. "Porque é Deus quem segundo o seu beneplácito, realiza em vós o querer e o executar" (Flp. 2, 13).
Pe. Sérgio Luis e Silva (Ig S. José - BH. MG )

Nenhum comentário:

Postar um comentário