Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

Seja Bem vindo (a)!

Agradeço por sua visita, ela é muito oportuna.
Aqui eu reúno pensamentos meus
e de outras pessoas com quem sinto afinidade de idéias e ideais.


"Vamos precisar de todo mundo
pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
vamos precisar de muito amor...

Vamos precisar de todo mundo,
um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
é só repartir melhor o pão...

Deixa nascer o amor/Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor/Deixa viver o amor

O sal da terra,..." (
Beto Guedes)

18 de agosto de 2010

Como é difícil fazer com que as pessoas entendam

J Ricardo A de Oliveira
É curioso como é difícil fazer as pessoas entenderem aquilo que penso.
Uns chamam-me de herege, outros me acusam de anti-cristão.

Fico perplexo com a pouca cultura de uns e de outros que não se dão ao trabalho nem de ler a bíblia.

Eu diria que tem uma religião "Gabriela": nasceram assim, cresceram assim, vão ser sempre assim... como na música do filme do personagem do velho Jorge Amado.

Eu não sou infiel!

Eu estou falando de fidelidade a Jesus e aos apóstolos. E não a uma instituição.
Estou falando de um Jesus que venceu o mundo.
Que aboliu toda a parafernália do templo, os sacrifícios de sangue, porque se deu a imolar para acabar de vez com todos os sacrifícios de sangue dos inocentes.

Trocou os sacrifícios por uma refeição, por um ágape. Acessível a todo e qualquer ser humano. Sem necessidade de sacerdotes.
É só conferir nos Atos dos Apóstolos:
“O pão era partido nas casas!”

E assim foi por três séculos!
Reuniam-se para relembrar a palavra, e isso cabia primeiro aos apóstolos e depois a seus sucessores, os diáconos e as diaconisas.
SIM DIACONISAS !
Mas como Roma estava se esfacelando, um plano mirabolante utilizou o fenômeno que mais crescia no momento, a despeito de toda a perseguição e transformou-se a “seita do caminho” em religião oficial de Roma.
E logo tornou-se OBRIGATÓRIA A TODO HABITANTE DO IMPÉRIO.

De perseguidos a perseguidores foi um pulo..
Mas o que fazer com os templos, deuses, sacrifícios, sacerdotes que os romanos tanto adoravam?
A conclusão eu deixo a quem ainda estiver com seus neurônios funcionando.

É simples.
O Deus único, o Pai que Jesus anunciava, virou “trino”.

Para um romano três é melhor e mais fácil de crer do que “um”.
O ágape, para quem estava acostumado a banquetes e sacrifícios precisava virar algo mais portentoso.
Faça-se um sacrifício incruento em que o próprio Jesus seria imolado diariamente até a consumação dos séculos.
A crucificação não fora suficiente?
E por fim o golpe mais importante.
As comunidades autocéfalas, todas deveriam se reportar a ROMA. e ao PONTIFEX, O IMPERATOR !
A Língua, do aramaico pobre e sem expressão passa para o LATIM, rebuscado e cheio de regras. Imaginem Pedro falando Latim...
É desta traição que eu me refiro. A verdadeira tradição de um cristianismo nascente, o cristianismo de Jesus e seus apóstolos.

Embora Jesus esteja triunfante, até ,mesmo nesta situação de sacrifícios incruentos. Isto porque ele nos ama tanto que permanece e permanecerá onde quer que 2 ou mais se reúnam em seu nome: nas igrejas, nos centros espíritas, nos terreiros, na minha casa, na sua, não importa.

Mesmo traído ele é vencedor.

E não se cansa de nos amar, perdoar e esperar que um dia acordemos e passemos a fazer o que nos pediu:
Construir o reino do Pai, cuidar de seus pequeninos e Amar como Ele nos ama.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário