Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

Seja Bem vindo (a)!

Agradeço por sua visita, ela é muito oportuna.
Aqui eu reúno pensamentos meus
e de outras pessoas com quem sinto afinidade de idéias e ideais.


"Vamos precisar de todo mundo
pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
vamos precisar de muito amor...

Vamos precisar de todo mundo,
um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
é só repartir melhor o pão...

Deixa nascer o amor/Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor/Deixa viver o amor

O sal da terra,..." (
Beto Guedes)

16 de outubro de 2010

Eita campanhazinha de segunda classe...


J. Ricardo A de Oliveira

Tá tudo muito bonito, eu tb sou contra o aborto mas, não entendo porque não se fala do aborto dos já nascidos.
Não vejo a Igreja, os católicos, os evangélicos e os candidatos preocupados e mobilizados em fazer "SOS vida", "MDV" para as crianças que nascem e MORREM antes de completar 5 anos de idade, na maioria por desnutrição e por falta de assistência médica para resolver casos de doenças banais como desinteria.
Não adianta querer bancar ser país de primeiro mundo quando a maioria da população ainda chafurda na miséria.
Todo esse trololó em torno de aborto, casamento de homossexuais são no meu ver assuntos importantes mas neste moento, de segunda ordem quando ainda temos uma considerável parcela de nossa população abaixo do nível de miséria, uma total inassistência em termos de saúde e um sistema educacional que agoniza à beira do caos.

Vamos colocar os pés no chão e dizer não à manipulação que estão nos impondo para desviar a nossa atenção dos reais problemas deste pais desumano e hipócrita.

Eu vou votar na Dilma por absoluta falta de opção, mas não podemos deixar barato, temos que exigir mudanças imediatas.
A educação e a saúde são prioridades máximas.
O bolsa familia tem que evoluir para uma forma onde os excluídos possam trabalhar e conseguir seu sustento básico.
Não podemos passar outros quatro anos só maquiando os problemas gravíssimos que o Brasil tem.
O Brasil que chegou às portas do primeiro mundo não é o Brasil da maioria dos brasileiros, é o Brasil da elite, dos empresários, dos banqueiros dos políticos da classe A.

Voto na Dilma sim, mas esse voto tem que ser como um passe para que possamos cobrar e cobrar caro a manutenção deste "novo PT" no poder.



Nenhum comentário:

Postar um comentário