Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

Seja Bem vindo (a)!

Agradeço por sua visita, ela é muito oportuna.
Aqui eu reúno pensamentos meus
e de outras pessoas com quem sinto afinidade de idéias e ideais.


"Vamos precisar de todo mundo
pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
vamos precisar de muito amor...

Vamos precisar de todo mundo,
um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
é só repartir melhor o pão...

Deixa nascer o amor/Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor/Deixa viver o amor

O sal da terra,..." (
Beto Guedes)

17 de março de 2011

Energia Nuclear ? Não obrigado !

J. Ricardo A. de Oliveira

Que diferença existe entre uma usina nuclear e uma bomba atômica?
Acidentes quando fora do controle como acontece no Japão parece que nos alertam para essa situação de perigo, muito além do que se poderia imaginar há menos de um mês atrás.
Mas os técnicos se indagam: o sistema de segurança não deveria desligar automaticamente os reatores depois de tremores. Não deveria ser acionado o sistema de refrigeração para que não permanecessem aquecidos?
Mas com o tsunami, faltou eletricidade e o sistema falhou.
Mas como pode falhar um sistema construído para ser perfeito?


A água resfria os elementos combustíveis compostos de urânio enriquecido. Eles permanecem dentro de uma de piscina. Resfriada, que evita o acúmulo de vapor radiativo no vaso de contenção, feito de concreto e aço. Sem a água resfriada, válvulas liberam vapor, como forma de impedir uma pressão insuportável dentro da proteção externa e o superaquecimento dos elementos combustíveis.
A explosão do reator poderia provocar uma catástrofe nuclear.
"Depois de Chernobyl, não houve nenhum acidente importante. Isso acabou dando aos engenheiros nucleares uma falsa certeza de que a tecnologia estava dominada. Sim o Homem é o senhor da natureza e que tudo controla e domina
Mas, esqueceram de avisar isso à natureza que mais uma vez mostrou o quanto pode ser imprevisível e destruidora quando se mostra em sua face mais crua.
O Prof. José Goldemberg alertou para o fato de que ”o acidente japonês vai destruir as esperanças de que a energia nuclear é uma energia limpa",





Perdemos a noção dos limites, perdemos a capacidade de ver a realidade e de que somos parte desta natureza e não podemos querer dominá-la como se fôssemos senhores ou deuses.
A Energia nuclear nem é limpa e muito menos segura. Em situações como a do Japão o mundo descobre que não há controle sobre ela, não há como “desligá-la” ela continua aquecendo e funcionando até que se consuma e contamine todos a sua volta.

Somos um país rico em áreas ensolaradas( energia Solar), em ares exposta permanentemente aos ventos(energia eólica) temos água em abundancia, sem falar na bio massa, no álcool no disel de mamona... Porque insistir em construir uma ameaça em Angra?
Quando vamos acordar?




Rosa de Hiroshima

Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas, oh, não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa, sem nada

Nenhum comentário:

Postar um comentário