Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

Seja Bem vindo (a)!

Agradeço por sua visita, ela é muito oportuna.
Aqui eu reúno pensamentos meus
e de outras pessoas com quem sinto afinidade de idéias e ideais.


"Vamos precisar de todo mundo
pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
vamos precisar de muito amor...

Vamos precisar de todo mundo,
um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
é só repartir melhor o pão...

Deixa nascer o amor/Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor/Deixa viver o amor

O sal da terra,..." (
Beto Guedes)

21 de abril de 2012

Coisas do facebook

Coloquei no Facebook, na verdade compartilhei uma foto, que falava da revista Veja.
 Achei curioso o fato de que  a Veja tida como a revista da intelectualidade esteja hoje sendo acusada de pouca credibilidade e envolvimentos, em mais um dos muitos escândalos que temos sido obrigados a conviver. Juro que achei até engraçada a pergunta  de como viam agora a sua formação diante do que estava vindo a tona...  Quando voltei pude ver que algumas pessoas tinham se posicionado de forma até dura e que a grande questão da disputa dos opostos estava lá, clara e evidente norteando boa parte dos posicionamentos.

A Veja  é como certos políticos, tiveram um passado brilhante, mas resolveram mudar o rumo de suas vidas. Alguns até disseram para esquecer tudo o que tinha dito e escrito, outros nem isso fizeram, frustraram o povo que votou neles e ponto final.

Triste de quem acredita na mídia, quando acordar vai ter uma grande decepção.
 Vivemos tempos de grande turbulência, de paradigmas  ruindo. Os velhos  não servem mais para responder os desafios do mundo atual, e os novos ainda sequer alguém ousou pensar...
 Esquerda e direita fazem parte de um mundo que não tem mais só dois lados. Se a esquerda caiu com o muro de Berlim, a direita desabou com o WTC, só que ainda não apareceu nada em substituição. Vivemos no vácuo à espera de algo que possa responder  ás nossas perguntas.
Ou descobrimos logo algo realmente NOVO e que seja capaz de fazer a diferença, ou estaremos como  os dinossauros extintos em muito pouco tempo. Já não é mais questão de lado, a corrupção no nosso país é só um detalhe, tudo está por um fio na 6ª maior  economia do Planeta, que tem banqueiros que comem file com pó de ouro e miseráveis que remexem o lixo para comer alimentos podres.
A educação está um caos. A saúde já não faz tanta diferença  ter ou não plano de saúde. Mas crescemos estamos melhores que a Europa!
A diferença é  que  alguns poucos TEM tudo, enquanto  a grande maioria não tem absolutamente  nada .  No meio disso a nova classe média iludida recém saída da base  se deslumbra com a ilusão de que comprar e ter, é ser feliz !.  Tudo isso alimentado pela mídia que serve aos mesmos senhores que mantém a engrenagem funcionando...

Veja, Globo, Estadão, Folha, Carta capital, Época...  será mesmo que faz diferença ?

Quem não está mergulhado na Cachoeira, está devendo ao mensalão, ou está envolvido na privataria.  Quanta  patifaria !

Fico pensando em  Sófocles  em Antigone:
 “...é a obediência que garante os povos!”  Obediencia  à  lei, ao movimento natural do crescimento, à ordem natural das coisas...  Mas temo que neste  nosso pequeno universo verde-amarelo muito poucos queiram  saber de  obediência á normas, ética, moral, ordem natural... Todos têm pressa, há uma febre de urgência,  de a qualquer custo estar no rol dos “FELIZES”. Custe o que custar, doa a quem doer...
E felicidade nestes novos tempos se traduz por carros, gordas contas bancárias, imóveis...
O PODER DO TER!
Vai ser difícil ver alguém sair limpo do mensalão,  da privataria ou  seco deste banho de cachoeira.
Diante disso eu  me inspiro na saudosa La Negra pra cantar:

Eu só peço a Deus (Mercedes Soza)

Eu só peço a Deus
Que a dor não me seja indiferente
Que a morte não me encontre um dia
Solitário sem ter feito o que eu queria

Eu só peço a Deus
Que a injustiça não me seja indiferente
Pois não posso dar a outra face
Se já fui machucado brutalmente

Eu só peço a Deus
Que a guerra não me seja indiferente
É um monstro grande e pisa forte
Toda fome e inocência dessa gente

Eu só peço a Deus
Que a mentira não me seja indiferente
Se um só traidor tem mais poder que um povo
Que este povo não esqueça facilmente

Eu só peço a Deus
Que o futuro não me seja indiferente
Sem ter que fugir desenganando
Pra viver uma cultura diferente

Nenhum comentário:

Postar um comentário