Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

Seja Bem vindo (a)!

Agradeço por sua visita, ela é muito oportuna.
Aqui eu reúno pensamentos meus
e de outras pessoas com quem sinto afinidade de idéias e ideais.


"Vamos precisar de todo mundo
pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
vamos precisar de muito amor...

Vamos precisar de todo mundo,
um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
é só repartir melhor o pão...

Deixa nascer o amor/Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor/Deixa viver o amor

O sal da terra,..." (
Beto Guedes)

25 de março de 2013

Um Papa fora do comum



" Jesus é Deus, mas desceu a caminhar conosco como nosso amigo, como nosso irmão; e aqui nos ilumina ao longo do caminho. E assim hoje O acolhemos. E aqui temos a primeira palavra que vos queria dizer: alegria! Nunca sejais homens e mulheres tristes: um cristão não o pode ser jamais! Nunca vos deixeis invadir pelo desânimo! A nossa alegria não nasce do facto de possuirmos muitas coisas, mas de termos encontrado uma Pessoa: Jesus, que está no meio de nós; nasce do facto de sabermos que, com Ele, nunca estamos sozinhos, mesmo nos momentos difíceis, mesmo quando o caminho da vida é confrontado com problemas e obstáculos que parecem insuperáveis… e há tantos! "
(Papa Francisco)


Demorei para me decidir a escrever sobre o novo papa Francisco. Confesso que fiquei com os dois pés atrás, mas há mais de 40 anos não se via um papa assim, tão humano e tão despojado dos vícios da corte. Mas agora depois de uma série de eventos e situações bastante esclarecedoras, que me fizeram querer acreditar e empenhar nele aposta de esperança e de mudanças.
Desde que chegou o Papa Francisco tem nos feito reacender uma esperança que a ,maioria de nós já tinha guardado na prateleira mais alta, junto com aqueles sonhos que vão ficar para uma outra vida...
Por é, ele faz o que  sempre imaginei ser o certo, pensa e diz aquilo que eu sempre repeti. É uma figura carismática ( sem ter nada com a RCC) e parece que está disposto a fazer correções imprescindíveis no curso da história da igreja. Ele fala nos pobres, celebra para  jardineiros e serventes, senta-se junto deles, escolhe o lugar na ultima fila da igreja, rejeita o trono...  
Sei que posso levar uma grande rasteira, as coisas certamente podem mudar mas tenho uma certeza estranha  de que Francisco  já está engajado em nosso meio, sabe todos os nossos defeitos, não acredito que possa ser um ator a este ponto. 
A favor dele falam nomes de muita responsabilidade: Boff, Betto, Casaldáliga, Esquivel, Dom Cláudio seu cabo eleitoral e mentor da escolha do nome Francisco.
Chico, Papa Chico !
Que ele tome para si a tarefa de um outro Francisco que muito lutou para atender ao pedido de seu Pai -Jesus. Morreu triste e de certa forma frustrado por ter escrito e reescrito sua regra e ter que ao final aprovar uma regra que não era a que queria, e mais ainda, por terem obrigado a que assumisse o diaconato.
Acho que ambos, o de Assis e o de Buenos Aires, tem em sua frente uma missão de grande envergadura :  reconstruir uma igreja em ruínas.

 Que o Espírito Santo o conduza como o conduziu ao Papado.

Um comentário:

  1. Amigo,
    Compartilho sua reserva e sua esperança. O Papa me trouxe uma açegria: quero acreditar que " O mundo acabou e está começando um novo e promissor mundo!"
    Grande abraço
    Graça

    ResponderExcluir