Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

26 de setembro de 2013

A defesa de nossa soberania na ONU




O mundo assistiu ontem uma série de elogios da imensa internacional ao pronunciamento da presidente Dilma na ONU. A imprensa brasileira se apressou em colocar fotos e comentários que distorciam a importância do pronunciamento da chefe de estado de uma grande nação que recém saiu do atoleiro para sentar-se em organismos que antes sequer sonhava em participar. É inegável que o Brasil depois do presidente Lula passou a ser conhecido não como uma terra de florestas onde índios andavam pelas ruas não calçadas e cuja a capital era Buenos Aires. O Brasil tornou-se uma nação, e seu dirigente passou a ser ouvido e respeitado, embora tivesse vindo de baixo onde instrução o boa formação não tinham feito parte de seu curriculum. Mas nada disso é visto como importante. Muito menos o fato de o Brasil ter saído da humilhante posição dos pedintes na porta do FMI.
Não importa. Importa que eu não posso ter o carro que eu quero, a casa no bairro que sonhei e ter, ter, ter tudo quanto eu quero e que danem-se os que não tem o que comer, os que moram em situações precárias, os que não tem médicos ou recursos para sobreviver minimamente. Importa o que eu não tenho, os outros que se danem, que procurem como EU ir a luta para conquistar...blábláblá...

Há uma parcela de brasileiros, que NÃO TEM problemas de sobrevivência, moradia, alimentação educação e etc. Talvez não vivam como gostariam e como seus sonhos consumistas lhes indique que seja a felicidade. Infelizmente tem por hábito criticar o governo. Se há governo são contra. Adquiriam na vida esse hábito de ser contra. Nunca sabem o que querem por muito ter, e sempre achar que estão sendo desprezados em suas necessidades. São pessoas que carregam uma carência básica de afeto e amor. Geralmente tem tudo, menos o que mais precisariam ter e se tornam eternos bebês chorões. Atravessam a vida e chegam muitas vezes à velhice, ainda como crianças birrentas que ficam batendo o pé repetindo sempre a mesma cantilena.
Que há falhas, corrupção e descaminhos no atual governo, não há a menor dúvida, mas nunca tivemos uma situação onde todos esses erros existissem, até em maior importância, mas que contemplasse minimamente as necessidades da população mais necessitada. Nunca tivemos um governo tão transparente que os crimes fossem apurados, divulgados e levados aos tribunais. Nos governos passados crimes até mais vultosos aconteceram e nem sequer foram investigados, permanecem na penumbra sem apuração.
Mas isso as crianças imaturas não conseguem ver porque seu campo visual não vai além de seu umbigo. Além de sua raiva por não terem tido a mesma capacidade de superar sua vergonhosa falta de garra frete a vida.

Presidente Dilma parabéns e grato por defender os interesses de nossa nação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário