Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

Seja Bem vindo (a)!

Agradeço por sua visita, ela é muito oportuna.
Aqui eu reúno pensamentos meus
e de outras pessoas com quem sinto afinidade de idéias e ideais.


"Vamos precisar de todo mundo
pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
vamos precisar de muito amor...

Vamos precisar de todo mundo,
um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
é só repartir melhor o pão...

Deixa nascer o amor/Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor/Deixa viver o amor

O sal da terra,..." (
Beto Guedes)

3 de outubro de 2013

Refletindo sobre os últimos acontecimentos com os professores no Rio de Janeiro

Queria falar de absurdo e de Graça, mas...
O Jornal hoje coloca em primeira página fotos do flagrante forjado pela policia na manifestação de segunda-feira. Cena lastimável tendo em vista que é um atentado a um menor, um crime praticado por quem deveria coibir os crimes. Se bem que a PM tenha vindo à público desmentir, mas as fotos e o vídeo parecem não deixar dúvidas do ato em si.



A edição traz também o rastro de destruição causado pelos protestos e mais uma vez os mascardos black blocs são apontados como arruaceiros e destruidores.
Começo a perceber que assim como o poder paralelo do tráfico ganhou corpo nas comunidades, por uma ausência do poder oficial, já que os desassistidos das comunidades não tendo a quem recorrer, cediam às benesses dos grupos criminosos. Da mesma forma os blocs começam a fazer o papel que deveria ser o da policia, ou seja defender  os cidadãos. Foi exatamente isso que se viu nos últimos acontecimentos. Foram os black blocs que se colocaram entre a policia e os professores, uma vez que a policia perdeu totalmente o senso de respeito pelos educadores, mulheres,  senhores e senhoras de idade que participavam da manifestação até então pacífica .
É mais uma inversão de valores, é a prática do absurdo que surge quando o caos está estabelecido.
 Sempre há duas maneiras de ver uma mesma realidade e neste caso pode-se escolher só olhar a baderna e a destruição ou só olhar a proteção dos professores vulneráveis ao ataque de uma policia truculenta.
Nada faz sentido.
Não há justificativa para proibir a presença da classe em uma votação de um plano de cargos que supostamente o prefeito vem dizendo ser ótimo. Menos justificativa tem ainda  a repressão a um grupo que se comportava  pacificamente .
A Câmara Municipal deveria ser uma casa aberta ao povo, a polícia deveria estar a serviço da integridade deste povo e o prefeito deveria ser o legitimo representante daqueles que o elegeram.
Será isso o que vem ocorrendo ?
 Neste jogo de faz de conta sobra a certeza de que todos nós saímos prejudicados e machucados desta experiência que está longe de terminar. E além disto a certeza de que  só encontraremos a PAZ quando houver um efetivo exercício da justiça.
Por enquanto só temos a imperfeição de um PAES que desrespeitosamente usa o twitter e a TV para debochar do povo desta cidade tão machucada em todos os seus aspectos.


Hoje só consigo falar de absurdo, espero que logo possa falar de Graça.

Um comentário: