Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

18 de julho de 2016

JESUS o Mestre

J. Ricardo A de Oliveira


Penso que só passamos a ser realmente "humanos" depois da vinda de Jesus.
Ele veio trazer a possibilidade de uma etapa importante na evolução
da espécie humana, 
desenvolver a emoção,
abrir o "chacra cardíaco" da humanidade. 
Daí sua imagem tão popular com o coração aberto 
e sua mensagem de Amor incondicional.


Definitivamente Ele é um mestre.
Só Ele pode abrir para nós a capcidade de resolver conflitos
sem uma espada ou um punho fechado.
"Amai-vos uns aos outros como Eu vos amo ".


Não importa se é filho de Deus, o próprio Deus, ou um ser especial. Na verdade Ele é único, pena que tenhamos evoluido tão pouco desde sua vinda. Pena que tantos queiram aprisioná-lo em suas prisões/religiões, menores que Ele. Por ele tanto se matou e tantos se matam.Uma incoerência com a missão que ele veio cuprir e que pediu que o ajudássemos depois de sua volta para o Pai.Temos falhado muito neste aspecto, interpretamos errado seu pedido, nos entricheiramos em nossas pequenas verdades e esquecemos que nada pode limitar o Amor, nem mesmo rótulos poderosos ou pensamentos de maioria.

Jesus é meu irmão expresso em rostos como o Babalorixá, 
o Padre, o Pastor, o Rabino, o Aiatolá, o Lama 
e tantos outros sacerdotes de tantos rótulos regligiosos. 
Ele é o trabalhador, o professor, o médico, a enfermeira, 
a cozinheira e também o aluno, o funcionário, 
o cliente e toda a diversidade de pessoas, 
profissões, nacionalidades.
Ele é, em tudo e todos...

É o humilde e também o poderoso. 
E é aquele mesmo que me aponta o revolver, 
que furta a carteira no ônibus, ou que se prostitui nas ruas. 
É corrupto na política, 
é o que abusa de um menor 
usando sua capa de sacerdote, 
ou que preocupa-se mais com o dízimo 
do que com o amor dos irmãos.



Mas é também o sacerdote honesto, o pastor piedoso o político consciencioso.
É aquele que empresta seu corpo para uma entidade fazer caridade ou é o que finge receber uma entidade para tirar proveito da situação, 

ou simplesmente, o individuo honesto, pacato, sincero; 
a mulher dedicada, o marido, os filhos...

E como já disse o Raulzito é:
"o principio, o fim e o meio..."

Ele está no meio de nós, de Todos nós.
E prometeu estar sempre que pelo menos dois de nós 

nos reuníssemos em seu nome

E, todas as vezes que fizermos qualquer coisa 

a um de seus pequeninos, é a Ele que estaremos fazendo.

Que Ele nos traga a Paz inquieta 

e nos torne operários construtores do seu reino de amor.





Nenhum comentário:

Postar um comentário