Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

Seja Bem vindo (a)!

Agradeço por sua visita, ela é muito oportuna.
Aqui eu reúno pensamentos meus
e de outras pessoas com quem sinto afinidade de idéias e ideais.


"Vamos precisar de todo mundo
pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
vamos precisar de muito amor...

Vamos precisar de todo mundo,
um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
é só repartir melhor o pão...

Deixa nascer o amor/Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor/Deixa viver o amor

O sal da terra,..." (
Beto Guedes)

25 de julho de 2016

Mestre,

Tenho visto tanta gente seguindo pessoas que se dizem teus anunciadores, mas  anunciam um evangelho tão estranho, tão diferente , que chego a ficar confuso...
Mestre , quem verdadeiramente te anuncia ?



Meu querido amigo, é fácil entender, as pessoas em sua maioria ficam seduzidas com as promessas de recompensas imediatas. Algumas pensam que apenas fazendo uma barganha, conseguirão o que querem num estalar de dedos. Outras acham que basta dizer que me aceitaram  e tudo vai se resolver como numa mágica, mas esquecem que para me aceitar é preciso aceitar também  o que trago como bagagem, ou seja, aquilo  que eu vim propor como caminho.

Sempre houve quem quisesse se aproveitar da exteriorização da graça em proveito próprio.  Não esqueçam Simão o Mago, que pretendia comprar os dons do espírito santo. Há sempre alguém disposto a fazer magias para aprisionar as pessoas. E aprisionar pessoas é fácil, basta fazer com que pensem que  são dependentes do poder de alguém,  supostamente mais merecedor do que elas como um sacerdote, seja de qual religião for.
Há sempre alguém interessado em inventar caminhos, tolos não percebem que “caminhos se faz ao andar, como disse um poeta. Mas há uma forma de perceber aqueles a quem estas pessoas estão a serviço.
Eu sempre falei sobre a união: que sejam UM, eu e o Pai somos UM, quem não está contra mim está ao meu favor. Estas pessoas parece que estão a serviço da divisão, sempre estão prontas a apontar as falhas, disseminar  ódio, criar barreiras ... Não falam em meu nome certamente! 



Eu vim, eu disse, para que TODOS tenham vida e não só a uns poucos ou a alguns escolhidos por algum sacerdote que fale em meu nome.
 Não pode haver duas espiritualidades em oposição,  a espiritualidade Cristã, será aquela  que segue por cainhos facilmente identificados no meu evangelho.  Sua exteriorização é algo que já não pertence a  espiritualidade, mas a uma determinada religião. Por isso eu digo não se prendam tanto a exterioridades, busquem o que está no mais profundo, na dimensão espiritual e  todas as diferenças  desaparecerão. 
Se uns oram de joelhos não são mais santos do que os que oram de pé. Da mesma forma que os que invocam o Espírito não estão mais próximos dele do que os agem por sua inspiração junto aos mais necessitados de forma simples e comum.
O que diferencia os que estão ligados a mim não são as doutrinas, os dogmas, os rituais, mas  a maneira como agem no dia a dia, ou seja, a orientação interior que move suas ações.
Se for o Amor, são meus operários na construção do Reino, se é o egoísmo, a busca de poder, a tentativa de dominar as consciências, não estão ao meu serviço.




 De minha parte achei que estava bem claro nos meus ensinamentos que o que mais agrada a meu pai e a mim é a ação concreta do exercício do cuidado aos meus pequeninos. Deixei isso muito claro quando dei o exemplo do samaritano, dos três que exemplifiquei, escolhi como modelo  o que era considerado o herege.
Um era sacerdote, o outro Levita, a tribo dos sacerdotes  e o  terceiro um Samaritano, um representante do povo impuro, herético de um grupo de pessoas que não fazia parte dos “escolhidos por Deus”, não fazia parte da “raça escolhida”. No entanto eu deixei claro que era esse que eu queria exemplificar como o único que tinha praticado o AMOR ao semelhante.  Portanto um seguidor meu, mesmo que nunca soubesse disto.  
De outra vez disse com clareza quem era a minha família, a minha  mãe, os meus irmãos. Quis com isso mostrar que todos são filhos de meu pai e também de minha mãe. Todos meus irmãos, não há porque fazer diferença entre os que fazem a vontade do Pai.


 Por isso eu peço, ouçam meus profetas, especialmente os que estão entre vocês e falam como eu falei, com amor, compaixão e isenção de julgamentos. Não confundam meus profetas com os fariseus da época de vocês e muito menos com os modernos vendilhões  do templo e também com os que se acham os doutores do templo e da Lei.  A minha lei é muito simples e muito clara: Amar como eu amo a vocês, indiscriminadamente. 
Jamais esqueçam que Deus está onde há amor.
Quem ama permanece em Deus (no Pai) e Deus (o Pai) permanece nele (a).

Assim, o que quer que digam, apenas um será  critério de julgamento para saber se o ensinamento vem ou não de mim: O Amor incondicional.



Um seguidor meu só se porá em posição de combate quando algum dos meus pequeninos estiver sendo desrespeitado, explorado, ou submetido, ou abandonado. Fora isso amem-se como irmãos, não se deixem enganar pelos que se apresentam com palavras bonitas  com ameaças e coações.



Eu disse meu jugo é leve e meu fardo suave. 

Basta amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário