Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

Seja Bem vindo (a)!

Agradeço por sua visita, ela é muito oportuna.
Aqui eu reúno pensamentos meus
e de outras pessoas com quem sinto afinidade de idéias e ideais.


"Vamos precisar de todo mundo
pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
vamos precisar de muito amor...

Vamos precisar de todo mundo,
um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
é só repartir melhor o pão...

Deixa nascer o amor/Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor/Deixa viver o amor

O sal da terra,..." (
Beto Guedes)

13 de julho de 2017

Diante do Mar...


De frente para o mar reflito e constato que já deveríamos saber que os poderosos sempre levam, aparentemente a melhor. Os sinais, saltam aos nossos olhos e estão nas nossas caras há 2000 anos. Não são necessárias provas quando a vontade dos poderosos se faz presente. Nenhum interesse é maior ou superior do que aquele que emana da elite que domina. Poder que emana do povo só mesmo nos livros e quando a elite quer fazer o povo pensar que detém poder.
Eu posso entender claramente quando o jovem galileu disse que o reino d’Ele não é desse mundo, e não é. Consigo entender o porquê as igrejas cristãs se aliaram ao poder, na verdade elas não estão preocupadas como aquilo que Jesus propôs, elas constroem religiões, dogmas, crenças e doutrinas baseadas na materialidade de forma a anestesiar e domesticar o povo. Ele, o mestre galileu, sabia que tinha vindo trazer a espada, mas a espada não faz parte da sua proposta de Reino e sim da religião obrigatória, e oficial de um império. O amor e a misericórdia estão além de julgamentos, das excomunhões, das guerras, das proibições e dos anátemas.
No mundo onde o galileu reina, o amor é a lei, e não há disputas pelo amor, ele dá-se de bom grado e ninguém pretende dominá-lo ou ter poder sobre ele. Qualquer tentativa de encarcerar amor, ele se extingue.
Olhando o mar e o movimento das ondas percebo que o amor é como este movimento, nada pode detê-lo e é incessante.
Outra coisa que aprendi olhando o mar é que não a limites para a extensão do amor, uma vez que se abra espaço ele invade e preenche todo o espaço.
Por isso ganho nesse pensar a possibilidade de poder comparar saberes, crenças e informações as mais diversas, das mais diversas culturas, povos e tradições que se baseiem no princípio fundador, o amor.
O mundo real é muito mais vasto do que nós e do que os momentos que estamos atravessando, há variadas faces do prisma a serem vistas e interpretadas.
A história nos dá pistas sabias para que possamos entendê-la: Os algozes sempre morrem, geralmente são esquecidos ou lembrados com reservas, as vítimas além de imortais geralmente são eternamente lembradas e veneradas.
O mar também me diz que o segredo para entender a vida está bem ao nosso alcance, em uma instancia que convencionou-se chamar de consciência e que os místicos chamam de "a voz de Deus ". Ela pode ser acessada por todos os que aceitarem se desnudar da arrogância de seu Ego. Ela me diz agora, de frente para o mar, que simbolicamente representa o inconsciente em sua vastidão, que não podemos nos deixar dominar pelo medo ou pela ansiedade de querer controlar os acontecimentos. Muito menos podemos nos deixar levar por impulsos impensados. É preciso usar e abusar da terapêutica da água na boca para deter as palavras mal ditas. Qualquer palavra além do permissível acirra os ânimos e contribui para o desamor e pode comprometer o projeto maior. Não podemos esquecer que "O amor é a lei". É preciso não pretender buscar os holofotes e as glórias que este mundo tanto valorizam.
É mais que necessário alçar voo para ver melhor a realidade e quanto mais alto melhor, quanto mais alto mais superficiais se tornam o tempo e o espaço e é possível ver com olhos de eternidade.
Voemos então.
Sem que nos deixemos abater no voo, sem nos permitir a influência do passageiro, sem que os ventos dos humores nos tirem do curso traçado. O projeto é nada menos que
"O Reino". Esqueçam os dogmas, as doutrinas,e as condenações, todas elas, só o AMOR importa.
É tempo e hora de ver o que é real e está por traz daquilo que nossos limitados olhos conseguem perceber.
Sinto muito, Me perdoe, Sou grato, Eu vos amo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário