Absurdo e graça!

.Na vida hoje caminhamos entre uma fome que condena ao sofrimento uma enorme parcela da humanidade
e uma tecnologia moderníssima que garante um padrão de conforto e bem estar nunca antes imaginado.
Um bilhão de seres humanos estão abaixo da linha da pobreza, na mais absoluta miséria, passam FOME !
Com a tecnologia que foi inventada seria possível produzir alimentos e acabar com TODA a fome no mundo,
não fossem os interesses de alguns grupos detentores da tecnologia e do poder.

"Para mim, o absurdo e a graça não estão mais separados.
Dizer que "tudo é absurdo" ou dizer que "tudo é graça "
é igualmente mentir ou trapacear...
Como morrer e ressuscitar, o absurdo e a graça são só dois lados da mesma moeda."
"Hoje a graça e o absurdo caminham, em mim lado a lado,
não mais estranhos,
mas estranhamente amigos"
A cada dia,nas situações que se nos apresentam podemos decidir entre perpetuar o absurdo ou promover a Graça. (Jean Yves Leloup)

* O Blog tem o mesmo nome do livro autobiográfico de Jean Yves Leloup, e é uma forma de homenagear a quem muito tem me ensinado em seus retiros, seminários e workshops *

Receba "O Absurdo e a Graça" por Email

Total de visualizações de página

Seja Bem vindo (a)!

Agradeço por sua visita, ela é muito oportuna.
Aqui eu reúno pensamentos meus
e de outras pessoas com quem sinto afinidade de idéias e ideais.


"Vamos precisar de todo mundo
pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
vamos precisar de muito amor...

Vamos precisar de todo mundo,
um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças
é só repartir melhor o pão...

Deixa nascer o amor/Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor/Deixa viver o amor

O sal da terra,..." (
Beto Guedes)

13 de março de 2015

A transição

j. Ricardo A. de Oliveira

Hoje depois de responder ao desabafo de um amiga  eu achei que devia colocar o que escrevi aqui, porque reflete bem aquilo que venho pensando e que a resposta, na verdade,não seria só para ela e sim para um monte de gente que vem se sentido nesta encruzilhada da vida, neste ponto que parece marcar um divisor.: um forte ponto de transição.
Na abertura do livro "O Ponto de Mutação" do físico F. Cappra, um livro a meu ver quase profético, o autor coloca o hexagrama 24 do oráculo milenar, I Ching .

"Ao término de um período de decadência sobre vêm o ponto de mutação. A luz poderosa que fora banida ressurge. Há movimento, mas este não é gerado pela força... O movimento é natural, surge espontaneamente. Por essa razão, a transformação do antigo torna-se fácil. O velho é descartado, e o novo ê introduzido. Ambas as medidas se harmonizam com o tempo, não resultando daí, portanto, nenhum dano".
 I Ching – hexagrama 24 - FU

Desde 1985 quando li pela primeira vez este livro tenho, primeiro me angustiado, e muito, mas ultimamente, mas bem ultimamente mesmo eu começo a ter uma percepção de que não há outro caminho. Os velhos paradigmas atingiram o ponto de mutação e a seguir virá a grande mudança. Não sei para quando, mas hoje tenho certeza de que virá. Acho que não para nós, mas para os nossos frutos se conseguirem sobreviver à grande noite que sempre antecede um belo amanhecer.
Eu tenho vivido só de fé, embora muito pouca, ainda resta algum fiapo e é o que tem me mantido atento e forte como diz aquela musica, “Divino Maravilhoso”
"Atenção, muita atenção, é preciso estar atento e forte, não temos tempo de temer a morte..."

Depois, temos pela fé que tudo vai passar, é só lembrar o final do apocalipse:

" Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos atestar estas coisas a respeito das igrejas. Eu sou a raiz e o descendente de Davi, a estrela radiosa da manhã.
O Espírito e a Esposa dizem: Vem! Possa aquele que ouve dizer também: Vem!
Aquele que tem sede, venha!
E que o homem de boa vontade receba, gratuitamente, da água da vida! "
... Aquele que atesta estas coisas diz:
Sim! Eu venho depressa! Amém.
Vem, Senhor Jesus! “

Nenhum comentário:

Postar um comentário